A carreira de DBA está morrendo?

Obs.: Tradução livre de um artigo que escrevi para o blog do programa MVP Canadá 

Com a popularidade da nuvem crescendo a cada dia uma das perguntas que eu recebo frequentemente é: “a carreira de DBA está morrendo? O que você vai fazer da vida no futuro?”
Neste artigo eu irei dar a minha opinião pessoal sobre o futuro da nossa amada profissão e tentar acalmar aqueles que já começaram a procurar uma nova carreira.

A primeira coisa que eu gostaria de falar é que quando a gente começou a trabalhar com TI nós sabíamos que esta era uma carreira diferente de muitas outras. Uma carreira dinâmica e empolgante que se reinventa o tempo todo, com novidades tecnológicas aparecendo todos os anos e mudando todo o panorama da área. Nós escolhemos uma profissão que nos obriga a continuar estudando, aprendendo e evoluindo. E esse é o pensamento que eu gostaria que vocês leem este artigo.

O papel do Administrador de Banco de Dados não está desaparecendo, nós não somos uma espécime ameaçada de extinção e não entraremos nesta lista em um futuro próximo. A nuvem não é a nossa inimiga. O mercado de dados está apenas evoluindo e a nuvem está trazendo diversas novidades que irão nos dar mais poder, mais opções.

No mercado de hoje nós temos dois problemas muito comuns:

  1. As empresas não conseguem encontrar profissionais suficiente

Todos sabemos disso. Eu tenho certeza que todos conhecem diversas empresas que tem vagas em aberto a diversos meses, já entrevistaram dezenas de pessoas e simplesmente não conseguem encontrar ninguém adequado para a vaga.

  1. As empresas querem manter os seus custos o mais baixo possível

As empresas querem ter lucro e nós acabamos de sair de uma grande crise mundial. Isso significa que as empresas estão constantemente tentando encontrar formas de melhorar a sua produtividade e manter os seus custos o mais baixo possível.

 

Em um cenário como esse as ferramentas que a nuvem nos fornece servem tanto para melhorar nossa produtividade como DBA e também para ajudar a empresa a economizar dinheiro. Vamos pensar um pouco, quantas tarefas a gente realiza diariamente que não trazem nenhum valor real para o negócio? Sem dúvida que quando estamos planejando uma nova solução de alta disponibilidade ou realizando performance tuning naquela consulta lenta nós podemos ver o valor que isso irá trazer para a empresa. No primeiro caso, irá garantir que todas as aplicações estejam de pé e rodando quando a empresa precisa e o segundo irá ajudar com que o servidor aguente a carga de trabalho, execute mais sessões simultaneamente e fazer com que nossos clientes internos e externos fiquem mais felizes. Mas e aquele tempo que você perdeu tentando encontrar mais espaço em disco para os seus bancos de dados? Tentando encontrar espaço em disco para armazenar os backups porque o banco de dados cresceu mais do que o previsto. E o tempo que você gasta instalando atualizações no Windows e no SQL? Em algumas grandes empresas nós temos times de administradores de storage e infra-estrutura que irão se preocupar com essas tarefas que usei como exemplo, mas essa não é a realidade de todo mundo. A grande maioria de pequenas e médias empresas possui apenas um pequeno time que é responsável por múltiplas áreas. E porque isso? Volte alguns parágrafos acima nos itens 1 e 2 da minha lista que você irá entender. Eu espero você ler.
Agora vamos tentar imaginar uma outra realidade. Vamos imaginar um mundo onde eu recebo um alerta de falta de disco para armazenar os meus backups. A nossa empresa adquiriu a pouco tempo uma outra empresa, o que fez com que o crescimento dos bancos fosse muito maior do que o previsto originalmente e nós ficamos sem espaço em disco. Então ao invés de esperar dias/meses por um processo de compra de mais discos eu vou até um portal Web e alguns cliques do mouse depois eu tenho 1TB extra de disco disponível. Tudo que preciso fazer agora é abrir o SQL Management Studio e alterar os meus Jobs de backup para utilizar a nova área de disco. Problema resolvido em menos de 15 minutos.

Vamos imaginar um mundo onde eu possa pegar todos aqueles banco de dados pequenos que eu tenho, bancos que não são muito importantes para o negócio (sim, nós todos temos vários desses bancos, não tente mentir para você mesmo) e agora vamos mover esses bancos para a nuvem para economizar recursos do servidor local para as bases mais críticas. Quem sabe eu consiga até diminuir o número de servidores necessários localmente assim eu não preciso me preocupar com licenças, suporte, aplicar patches naquela máquina. Isso não seria ótimo? E que tal se livrar completamente dos ambientes de homologação e testes e substituir eles por máquinas virtuais na nuvem que eu posso simplesmente desligar quando não estiverem em uso, economizando dinheiro para a empresa? E aquelas tabelas enormes, que contem milhões de registros e nos causam problemas todos os dias, não seria ótimo substituir aquela solução complexa de particionamento que nós desenvolvemos para gerenciar dados históricos ou pouco acessados e ao invés disso permitir que o SQL Server gerencie automaticamente esses dados, movendo os registros antigos para a nuvem, enquanto mantem os dados acessíveis para o cliente de forma transparente?

A nuvem realmente é algo que vai mudar a carreira de muitos, mas não algo que irá matar o papel do administrador do banco de dados e destruir famílias. Mas ao invés disso, é algo que irá nos tornar mais eficientes, que irá nos fornecer ferramentas e opções que permitam que a gente nos foque em tarefas que irão trazer realmente valor para a empresa, utilizar de forma mais eficiente o hardware existente, para tornar nossas vidas mais fáceis. Então abrace as mudanças, da mesma forma que abraçamos todas as outras novas tecnologias que vieram antes dela e use cada tecnologia como uma ferramenta para te ajudar a ter sucesso no seu trabalho.

Leave a Reply

%d bloggers like this: